quarta-feira, 24 de julho de 2013

Um poema para o Dia do Agricultor - 28 de Julho


Deus o Abençoe, Lavrador

Lança no solo o grão. A terra é produtiva.
A semente germina e em breve há de voltar,
Em plantinha viçosa irá se transformar.
É lei da natureza amiga e evolutiva.

Deus manda a chuva e o sol que tudo move e ativa
E o vento. Então você passa a colaborar,
Extirpa a erva daninha, apressa em capinar
Até que a roça cresça exuberante e viva.

Depois vem a colheita, a safra que compensa
E abarrota os paióis, a cozinha, a despensa
E exporta pra cidade, arroz, milho, feijão...

Que Deus sempre o abençoe, honrado lavrador.
Abençoe o seu lar e todo o seu labor.
Quanto vale você para a nossa nação!

Pr. Assis Cabral
No livro Canteiros de Bálsamo

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...